31/08/2007

Então eu acordei...

Na verdade me acordaram. Foi como um sonho bom e de repente, alguém surge ao seu lado e dá um grito. Foi muito triste olhar ao redor e enxergar todas as dificuldades que tenho vivido. O desemprego e a impossibilidade de comprar coisas que eu necessito. As dívidas, que me tiram a paz, a calma, o sono. Até a pessoa que eu consegui, pela primeira vez na vida, expor todas as minhas angústias e toda a minha vida sem me preocupar se a mesma vai jogar isso na minha cara mais tarde, não converso mais. Foi tão difícil parar... Mais difícil ainda será encontrar outra em quem eu possa confiar e ter que dizer tudo novamente... Pagando ou não.
Nesses tempos me lembrei que existem pessoas que querem conhecer seus problemas p'rá ficar a par de sua vida, por curiosidade. Me lembrei que existem pesoas que podem ajudar, fazem questão em saber p'rá depois tentar catequisar, dar conselhos espirituais e tentar fazer com que você se converta à sua religião.
E me lembrei das pessoas que não estão nem aí, nem querem saber p'rá não se envolver, p'rá não se sentirem culpadas por nada terem feito.
Assim vou seguindo meu caminho, sempre com Deus, mesmo sem entender por que Ele não tem atendido minhas preces em relação a minha realidade.

2 comentários:

Lone Wolf disse...

Siga seu caminho. Continue se movendo. Estarei aqui para dar um empurrãozinho.

antonio carlos disse...

Carol,

uma vez eu li que a vida é um espelho, e que as pessoas são reflexos.
Mas você não é um reflexo, por que você faz diferença, tem luz própria.

bjus.