29/11/2007

Pôr-do-sol

Anda tudo sem graça, sem sentido...meus olhos são míopes e p'rá melhorar minha visão as lentes dos óculos bastam....Meu coração é estrábico e daltônico. Meus sentimentos são tortos e confusos, o que é necessário pro meu coração?
Em dias angustiantes como o de hoje, poderia ir até praia, ver o sol se pôr, contemplar a natureza, os pássaros...quantas pessoas no mundo, nesse instante, não gostariam de estar na praia agora, curtindo toda a beleza que Deus nos proporciona? Mas não, o dia vai passando, a hora, e mais uma vez...É assim que minha vida tem sido: cada dia que passa deixo as coisas passarem, continuo enxergando tudo do meu modo tosco de ser. Cada dia que passa eu perco um pôr-do-sol...

2 comentários:

Talita Dafne disse...

O primeiro passo já foi dado... Voce admite tudo que poderia estar fazendo, mas não faz. Claro que esse foi o primeiro, não o mais dificil... Mas acredito que você seja capaz de dar o segundo passo...ir até o mundo...observa-lo com carinho e enxergar todos os dias e por-do-sol que ainda estão por vir e que com certeza você saberá apreciar. Afinal...você mesma diz que não se conforma com as coisas que te acontecem e quer sempre mais.
Oras...me ensinaste tanto nesses dois anos... Sou grata por ter te conhecido. Devo muito a você... Mas mais que dever quero ver minha irmã mais velha ficar bem =)Então nem que eu te leve na praia e faça muitos comentarios absurdos para voce rir um pouquinho e ter mais lembranças boas...

Lone Wolf disse...

Às vezes eu me pego pensando em como seria se as coisas fossem diferentes. Se não fosse tão difícil ficar perto de uma pessoa... e se não fosse tão difícil fazer essa pessoa querer ficar perto de mim. Aí eu penso - não sei porquê - no tempo parando de passar. Tudo congela enquanto nós ficamos observando o pôr-do-sol. Tudo parece que nunca irá acabar.
Aí, com um estalo, eu desperto. E sinto frio. O sol não está mais lá pra me esquentar.