02/03/2009

Egoísta, eu?

Não, não me tornei uma pessoa ruim ou egoísta. Simplesmente cansei de pessoas que interferem minha vida ou a vida da minha família negativamente, seja de que maneira for. Não quero mais saber se é alguém que eu goste ou não, me considere ou não, se eu sentir que vai me atrapalhar de alguma maneira, vou dizer não. Meu espaço é único, sagrado e portanto, intocável.
Por dizer sim a tudo já fiz muitas coisas que eu não queria nessa vida, pelo simples fato de ter que agradar alguém. Nunca mais farei qualquer coisa que não seja da minha vontade p/ agradar quem quer que seja.
Egoísta, eu? Não. Só aprendi a pensar em mim.

Um comentário:

Sol disse...

CONCORDO EM GÊNERO, NÚMERO E GRAU. OS LIMITES FORAM CRIADOS PARA SEREM RESPEITADOS, SE NEM NÓS MESMOS RESPEITARMOS OS LIMITES QUE GOSTARÍAMOS QUE RESPEITASSEM COMO FICA? OU SEJA, SE PERMITIMOS QUE PESSOAS ULTRAPASSEM NOSSA LINHA DE LIMITE EM NOME DA BONDADE, ENTÃO ESTAMOS SENDO OS PRIMEIROS A DESRRESPEITARMOS TAIS LIMITES. ACEITAR TUDO COM A FINALIDADE DE SERMOS "ACEITOS" OU BEM VISTOS TAMBÉM É UM EGOÍSMO, AFINAL O DESEJO IMPLÍCITO AÍ É DE QUE NOS VEJAM COMO BOAS PESSOAS, OU SEJA... "EU" SOU LEGAL.